Está Aqui
Home > Notícias > Sítios classificados da UNESCO em debate no Douro

Sítios classificados da UNESCO em debate no Douro

Douro promove vinhos e turismo na Casa de Portugal São Paulo

Os Desafios das Redes dos Sítios classificados pela UNESCO e o Turismo Sustentável são os temas que vão estar a debate esta quinta e sexta-feira, na região do Douro, património da humanidade.

A Associação Douro Generation tem no terreno, até domingo, uma série de acontecimentos culturais que visam promover toda aquela região e, ao mesmo tempo, pensar uma rede de promoção mundial destes espaços classificados pela UNESCO, principalmente os do mundo lusófono e das regiões vinhateiras.

Rosália Araújo tem 66 anos. Foi a última criada de Salazar dos 14 aos 19 anos. Desde os 20 que faz o famoso pão de quatro cantos na vila de Favaios. A padeira recebe também no seu espaço, ao som do acordeão, muitos turistas. “Agora tem sido uma coisa por demais, todos os dias, todos os dias…vem gente de todo o lado, vêm portugueses, vêm estrangeiros, vêm três ou quatro vezes na semana, os portugueses e os de fora”.

A gente de fora que ali está, na padaria de Rosália, vem de São Salvador da Baía no Brasil, da Ilha de Moçambique, de Itália, da Áustria, representantes de Goa e Macau e de Espanha. Vêm debater os patrimónios mundiais e a melhor forma de os promover. Samira Silva vem da Cidade Velha de Cabo Verde e espera sair do Douro com experiências positivas. “Sobretudo levar a experiência daqui, de que forma fazem a gestão do património mundial e poder levar esta experiência para a Cidade Velha que também é património mundial e tentar melhorar aquilo que nós temos”.

É essa ideia de cooperação que preside à conferência que se realizará sexta-feira à tarde no Teatro de Vila Real, acrescenta António Martinho, presidente da Associação Douro Generation. “Depois da insígnia Património Mundial é importante que nós saibamos comunicar esse mesmo património, promove-lo e valorizá-lo. Acho que individualmente nós dificilmente conseguimos. Se nos organizarmos de forma a podermos cooperar, nós conseguiremos”.

No programa, esta quinta-feira, no Museu de Lamego, está um debate sobre ambiente e turismo sustentável. Vão também ser objeto de reflexão as redes das aldeias Vinhateiras, de Xisto e Históricas.

Para lá dos concertos de música barroca, sacra ou jazz, que estão a acontecer um pouco por toda a região vinhateira, no sábado, Vila Real vai poder ouvir Mallu Magalhães, Tito Paris, as batoqueiras de Cabo Verde ou Selma Uamusse.

Top